No menu items!
22.1 C
Vila Nova de Gaia
Segunda-feira - 24 Junho 2024

A Vista Alegre lança um copo em cristal especifico para Cachaça

Destaques

Academia da Cachaça e a Vista Alegre e criam um copo específico para bebida tradicional do Brasil, “o copo ideal para a cachaça que tem cunho da Vista Alegre”. Este novo produto resulta de uma parceria com a Academia da Cachaça. Estas duas entidades associaram-se no desenvolvimento de um copo com as características perfeitas para a degustação da cachaça.

Esta parceria permitiu concretizar um desejo antigo: o de dar à bebida nacional brasileira o copo ideal, a exemplo do que ocorre com outras bebidas como o gin, o whisky, vinho do Porto, o champanhe, ou até mesmo cocktails famosos, como o “Dry Martini”. Para o desenvolvimento desta peça, “esteticamente apelativa e capaz de maximizar os sabores”, a Vista Alegre, a Academia da Cachaça e a jornalista de gastronomia Luciana Fróes, trabalharam com um grupo de especialistas, incluindo produtores, distribuidores e um masterblender.

Após muitos debates e experiências, os designers da Vista Alegre começaram a trabalhar nos protótipos. Para a criação da versão final foram considerados aspetos como a altura do copo (mais baixa para não dispersar os aromas), o formato arredondado do bojo (potenciando a cor ou transparência e, principalmente, exaltando o bouquet), e o diâmetro estreito da borda (de modo a agir na concentração e na difusão dos aromas).

“Esta peça premium, produzida manualmente em cristal superior e pintada a pincel com ouro de 20,6 quilates, é seguramente o complemento perfeito para a bebida brasileira mais festejada no mundo. Este copo, comercializado num estojo com duas unidades, pode ser adquirido nas lojas da Vista Alegre ou online vistaalegre.com pelo valor de 120 euros.”

Inaugurada em 1985 no Rio de Janeiro, a Academia da Cachaça nasceu para dar a esta aguardente de cana-de-açúcar um lugar de destaque no cenário nacional e internacional. Além de levar aos paladares mais exigentes a bebida nacional brasileira, a “Academia investiu na inovação”, criando caipirinhas com frutas brasileiras como o caju e o abacaxi.

As misturas de frutas e os toques aprimorados na preparação dos “drinques”, elaborados com cachaças específicas, inseriram a Academia nos destinos internacionais de turismo para os admiradores dos melhores cocktails. A Academia da Cachaça foi também pioneira na elaboração da Carta de Cachaças, lançada no seu 18º aniversário.

A Academia possui um acervo de mais de 2.000 cachaças, parcialmente exposto aos visitantes que, ao contactarem com este património e degustando as diferentes variedades hoje produzidas, viajam pelos sabores e pela identidade do Brasil

Ver Também

Os Homens deste Governo que traíram os ex-combatentes

Este Governo tem os mesmos Homens que fecharam o centenário Instituto de Odivelas. Aguiar Branco numa coligação PSD/CDS, como ministro...