No menu items!
12.3 C
Vila Nova de Gaia
Sexta-feira - 1 Março 2024

De Lisboa a Veneza: Trienal marca os últimos meses de 2023

Destaques

A Trienal de Lisboa a Veneza marca os últimos meses de 2023 com várias propostas sobre o papel fundamental da arquitetura para os nossos dias. A rentrée cultural em Setembro é feita de muitas iniciativas programadas pela Trienal, a primeira em Veneza e as restantes cinco compõem a programação do pólo cultural sediado no Palácio Sinel de Cordes.

Na Sexta-feira, 15 de Setembro, pelas 15h00, é o evento kick-off da 7.ª edição da Trienal nos pavilion days da Bienal de Arquitetura de Veneza. Inserido no âmbito do programa New Temporality.

Este debate público reúne figuras da ciência, tecnologia, artes, arquitetura e humanidades e tem moderação de Territorial Agency fundada por Ann-Sofi Rönnskog e John Palmesino, que assumem a curadoria geral da próxima edição Trienal de Lisboa em 2025. O kick-off realiza-se no Pavilhão da Geórgia e conta com o contributo de Andreia Garcia, Lela Rekhviashvili, Mónica Bello, Raoul Bunschoten e Shaul Bassi. “Um momento de questionamento que alimenta a investigação em curso sobre as dimensões espaciais das transformações que marcam o Antropoceno, colocando questões de conceção, governança, ação e proposição.” Segundo o comunicado.

No Palácio Sinel de Cordes é a ronda inaugural do programa mensal Conversas et al.. Na primeira sessão, na Quinta-feira, 21 de Setembro, às 18h30, pessoas ligadas à arquitetura, “com mentes irrequietas e uma curiosidade insaciável, vão olhar para o modo de pensar em arquitetura e o processo de construção da obra através do binómio da cultura material versus a cultura imaterial da prática, trazendo um objeto que serve de mote para o encontro.”

Aproveitando a cafetaria aberta, o serão é acompanhado por um copo de vinho, podendo-se ainda provar um petisco especial concebido por “chefs” residentes ou por convite. As Conversas et al. vão ter lugar todas as terceiras Quintas-feiras de cada mês e vão ser editadas e retransmitidas na rádio Antecâmara.

Entre 9 de Outubro e 8 de Dezembro, o sótão do Palácio acolhe a escola escandinava de vanguarda kaospilot para uma residência. Ao longo de três meses, um grupo de estudantes vem ativar esta nova área do pólo criativo com a sua experiência em áreas diversas, desde competências e conhecimentos em matéria de design thinking, gestão de projetos, design de experiências, desenvolvimento de equipas, construção de comunidades, coaching, comunicação e colaboração, empreendedorismo, desenvolvimento individual e coletivo e muito mais.

Na última quinzena de Novembro, regressa ao Palácio Sinel de Cordes, em Lisboa, o festival Take Over, com curadoria do KéK — Centro de Arquitetura Contemporâneo húngaro, uma instituição profissional independente centrada na arquitetura, no ambiente construído, no desenvolvimento urbano e na sua relação com as comunidades. Neste 2.º Take Over, incluído no programa europeu de arquitetura que advém da plataforma LINA, convidamos o público a participar em conversas e workshops.

De 14 a 17 de Dezembro, estreia-se o encontro anual Open House Europe, que junta 12 cidades, em Lisboa. O encontro apresenta um programa público de conferências e visitas guiadas, assim como a exposição Visual Stories, resultado da chamada a propostas lançada em diversas cidades da rede Open House, onde se apresentam desenhos, fotografias e vídeos. Itinerante, a exposição viaja de seguida para outras cidades europeias.

A programação cultural da Trienal em 2023 termina a 20 de Dezembro, às 18h30, com a primeira conversa em torno de As Cidades e as Casas, o projeto de Gonçalo M. Tavares e que vai terminar com a publicação de um livro. Com a duração de 3 anos, o projeto está incluído numa investigação bibliográfica e visual que põe em diálogo várias perspetivas acerca da exclusão/inclusão pela arquitetura, com o objetivo de mostrar como a cidade e as casas incluem as pessoas portadoras de algum tipo de deficiência ou limitação, seja física ou intelectual.

Ver Também

EXCLUSIVO: Bem-Vindos ao Mundo das Novas Tecnologias: A Nanotecnologia é um mundo onde ainda há muito por descobrir

Eng. António Braz Costa, Diretor-Geral do CeNTI. Em entrevista ao CeNTI, Centro de Tecnologia e Inovação (CTI), o seu Diretor-Geral...