No menu items!
11.3 C
Vila Nova de Gaia
Sábado - 2 Março 2024

“E os americanos, adoram Portugal e a nossa simpatia”

Destaques

Nome: João Caixinha

Idade: 52 anos

Profissão: Coordenador do Ensino Português nos EUA / Consultor para a Língua Portuguesa junto do Departamento de Educação dos Ensinos Básico e Secundário de Massachusetts (em acumulação de funções).

Há quantos anos vive fora de Portugal: 24 anos que estou a desempenhar funções docentes no EPE (como Professor do EPE através do Ministério da Educação e como Leitor do Camões, inicialmente, e desde 2009 como Adjunto da CEPE-EUA e em 2017 como Coordenador do Ensino da CEPE-EUA, através do Camões, I.P.

Como mata as saudades: Aqui nos EUA, “mato as saudades de Portugal no envolvimento mais próximo com a diáspora portuguesa”, seja através das escolas comunitárias portuguesas e das suas comunidades educativas (professores, alunos, encarregados de educação e demais líderes das comunidades).

Seja através dos clubes, das associações e das organizações de origem portuguesa (que mantêm vivas a nossa língua, o nosso património e a nossa cultura, através dos ranchos folclóricos. Das bandas filarmónicas, atividades culturais, festas e das celebrações ao longo de todo o ano, etc.).

Ou também através da leitura de um livro em português – e felizmente temos autores/escritores portugueses maravilhosos. “Gosto também muito da literatura infantojuvenil por variadíssimas razões, mas sobretudo porque aqui nos EUA, trabalhamos muito com crianças e jovens do ensino básico e secundário” -. Através da gastronomia portuguesa, que é tão rica e variada (“a melhor do mundo, a meu ver, em todos os aspectos!”).

Felizmente aqui na região de Boston, onde a Coordenação do Ensino Português nos EUA (CEPE-EUA) está sedeada, há vários restaurantes e pastelarias portuguesas, onde podemos também matar essas saudades.

Depois há também uma forma mais familiar de matar saudades, que é ligar à família e aos amigos em Portugal. Hoje em dia, com as novas tecnologias e com as redes sociais é mais fácil manter esse contacto, quase diário, aliás com o mundo inteiro!

Na realidade, acho que estamos mais próximos de Portugal, graças a essas novas plataformas! Mas ir a Portugal no verão, e passar algum tempo no nosso país é realmente uma outra experiência, porque é vivida presencialmente com as nossas gentes que sabem receber tão bem! O nosso país é muito acolhedor! E os americanos, como sabem, adoram Portugal, e a nossa simpatia e muitos aliás estão a comprar casas em Portugal e a mudarem-se para lá, exatamente porque o nosso país oferece tudo isso: boa hospitalidade, boa comida, bons vinhos, boas praias, excelentes paisagens e hotéis, entre tantas outras coisas que poderia mencionar.

Ver Também

Solidariedade e empreendedorismo: as marcas do percurso de Casimiro Gaspar na Flórida

A comunidade lusa nos Estados Unidos da América (EUA), cuja presença no território se adensou entre o primeiro quartel...