No menu items!
17.8 C
Vila Nova de Gaia
Sexta-feira - 19 Abril 2024

EXCLUSIVO: Viana do Castelo: Tradições e contemporaneidade de mãos dadas

Destaques

Começamos esta viagem, “Terras Lusas” pelas cidades de capital de Distrito de Portugal. A nossa rota inicia-se a Norte do Litoral do país, e estende-se até à fronteira. A Cidade, fica mais abaixo, toda ela é virada para o mar, onde a labuta da pesca, foi e continua a ser um dos seus pontos fortes. A cidade, apesar de ser tão antiga como o ferro, foi-lhe atribuído a categoria de cidade por D. Maria II, em 20 de janeiro de 1848, batizando-a de Viana do Castelo. Da travessia da ponte vê-se ao longe o mar, cujo prateado matinal, se mistura com o dourado do sol, quando vai para outras paragens. A história prossegue…

A origem de Viana do Castelo remonta à Idade do Ferro e a Citânia em Santa Luzia é disso mesmo exemplo. História desde sempre, ligada ao mar, e que sempre foi um porto de partida e chegada. Por reconhecer a sua importância, em 1258, D. Afonso III concedeu-lhe o primeiro foral, atribuindo-lhe o nome de Viana da Foz do Lima, antevendo assim a sua vincada vocação marítima, que nunca perderia até aos dias de hoje.

A 20 de janeiro de 1848, por decreto de D. Maria II, foi elevada à categoria de cidade e adotou o nome de Viana do Castelo, “orgulhosa” do próspero comércio marítimo e espírito comercial, mas também como recompensa da monarca pela lealdade dos vianenses, que não se renderam às forças do Conde das Antas.

Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luis Nobre

Hoje, é uma cidade requalificada, voltada ao mar, à montanha e ao rio, com uma capacidade de bem acolher reconhecida internacionalmente (a plataforma Booking classificou-a como o terceiro destino turístico mais acolhedor do mundo) e pela sua forte dinâmica comercial e empresarial, sobretudo ligada à economia do mar, que esteve na sua génese histórica.


Habitantes de Viana do Castelo

De acordo com os resultados definitivos do Censos, o concelho de Viana do Castelo conta com 85.778 habitantes. Entre os seus maiores valores estão a etnografia e a cultura popular, onde a Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia se destaca como montra viva do traje e do bordado certificados, da ourivesaria, da fé e devoção dos pescadores e da Ribeira e da sua relação com o mar, mas também como principal atração turística de Viana do Castelo.

Em termos económicos, destaque para a enorme diversidade no concelho. Viana do Castelo é o décimo concelho mais exportador do Norte do país, está entre os vinte mais exportadores e em crescimento contínuo.

Em 2023 e em contraciclo, Viana do Castelo foi um dos poucos concelhos do Norte que registou aumento das exportações (+ 1,4%). Entre os 20 principais concelhos exportadores do Norte, apenas 3 registaram um crescimento das exportações de bens, em termos homólogos, no 3º trimestre de 2023.

Dispõe, para tal, de quatro Grandes Parques Empresariais com 252 empresas instaladas (28 das quais grandes multinacionais de diversas áreas de negócio) com 31 mil postos de trabalho (40% da região do Alto Minho).

Cluster automóvel, energias renováveis, papel, metalomecânica, economia do mar, turismo e ‘offshore’ são algumas das diversas áreas de negócio, onde o volume de negócios do concelho chega aos 2.500 milhões de euros, num total de exportações do concelho de mais de 1.000 milhões de euros, mais do dobro da média nacional para este volume de negócios.

Viana do Castelo está entre os vinte melhores municípios para Viver, Trabalhar e Investir em Portugal, o que demonstra a sua capacidade de atração em diversas áreas.


Os pontos mais fortes da Cidade…

A cidade de Viana do Castelo está totalmente requalificada e reabilitada, tem um centro histórico rico em património e tem como bilhete postal a Praça da República com três monumentos quinhentistas e, claro está, o monte de Santa Luzia, onde está o Santuário Diocesano do Sagrado Coração de Jesus, o hotel e a citânia. Para chegar ali, pode ainda utilizar o centenário e renovado elevador que liga o centro da cidade a Santa Luzia.

A autarquia tem investido ainda nos modos suaves para reduzir a pegada ecológica, dispondo de uma ciclovia e de espaços próprios para caminhadas e passeios. O turismo está entre as principais atividades de Viana do Castelo que, como disse, está entre as mais acolhedoras do mundo.

A prática de estilos de vida saudáveis, também fomentado em parte pelo facto de sermos a Melhor Cidade Europeia do Desporto, carateriza também o concelho, sendo que o desporto tem um forte impacto na cidade e no concelho, promovendo inúmeras atividades das mais variadas modalidades ao longo do ano.

Conta atualmente com 4.500 atletas federados e mais de 10.000 não federados, distribuídos por mais de 100 clubes e coletividades que promovem regularmente mais de 50 modalidades, atividade física e/ou desporto federado.

Equipamentos de saúde, de apoio de retaguarda às famílias, equipamentos escolares e diversas ofertas como a Náutica nas Escolas para os alunos do concelho, fazem de Viana do Castelo um espaço único onde se pode viver, trabalhar e investir.

E estão, enquanto executivo, a procurar melhorar a vida de quem os visita, de quem os procura e de todos os vianenses, enquanto território de oportunidade.

Visitantes em Viana do Castelo por ano, incluindo emigrantes

A última romaria da romaria da cidade, que decorre em agosto, terá atraído mais de 1 milhão e cem mil pessoas a Viana do Castelo, de acordo com a análise prévia do estudo realizado durante todos os dias Romaria, que teve por base um questionário para avaliação da satisfação do evento. Este será, talvez, o melhor indicador da atratividade de Viana do Castelo.

Mas a vasta programação cultural e desportiva e social, assim como o edificado e a qualidade de vida atraem sempre visitantes. O turismo de Viana do Castelo cresce a um ritmo considerável, registando-se uma forte procura do mercado nacional e o crescimento significativo de alguns mercados estrangeiros, mantendo-se Espanha como o principal mercado.

De janeiro a agosto de 2023 foi visível o aumento de visitantes e turistas em Viana do Castelo, mantendo a sétima posição em número total de hóspedes e sexta nas dormidas, no ranking da região Norte. O concelho registou mais 11% no número Total de Dormidas (231.362) e mais 22% no número Total de Hóspedes (125.340), face a 2022.

Os dados indicam que 52% do total de Hóspedes são nacionais e 48% são estrangeiros, sendo que 54% do total de Dormidas são de estrangeiros e 46% de nacionais. Nos primeiros oito meses deste ano, 48% do total de hóspedes que pernoitaram em Viana do Castelo eram estrangeiros, sendo os principais mercados Espanha, Alemanha, França, Estados Unidos da América, Reino Unido, Brasil, Itália, Países Baixos e Suíça.

Recomendações e visitas não perder

Viana do Castelo é um concelho acolhedor, que une de forma perfeita o mar, as tradições e a modernidade, que é marcada pela beleza das paisagens naturais, pelo encanto da arquitetura inovadora e que apresenta ofertas turísticas de qualidade e atividades variadas para todos os gostos. É um cenário de indescritível beleza, excelente para o turismo, com um conjunto de espaços dedicados a quem nos visita, com unidades hoteleiras de referência, cafés e restaurantes de elevada qualidade, com uma gastronomia que tem por base o peixe e os produtos frescos e típicos, com destaque para o bacalhau à Viana, sem esquecer a doçaria conventual e a Torta de Viana, acompanhado dos vinhos verdes de Viana.

Também é rica nas tradições dos trajes à vianesa, “um dos maiores símbolos do país”, sendo reconhecido como marca de Portugal e que pode ser visitado ao detalhe no Museu do Traje, espaço que alberga um excelente espólio de trajes e ourivesaria tradicional. Em termos museológicos, destaque também para o Museu de Artes Decorativas e para o mais visitado museu: o Gil Eannes. O navio, ancorado na antiga doca da cidade, é uma imagem de marca, assim como os edifícios com traço de arquitetos como Siza Vieira, Fernando Távora e Souto Moura.

Também é uma cidade náutica, ligada ao rio e à montanha, com forte tendência para o turismo náutico. Os centros de remo, canoagem, surf e vela são um excelente exemplo de como estruturas podem solidificar e aumentar a procura pelo desporto e pelas atividades de turismo.

Quantos emigrantes tem, e quais são os países que mais emigram

Dos 4,5 milhões de portugueses registados nos “nossos consulados”, 50,2% nasceram em Portugal. Destes cerca de 80% têm o distrito e concelho de naturalidade bem preenchidos pelo que conseguimos ter um mapa da diáspora com origem em Viana do castelo distrito e concelho. Na consulta aos registos consulares em junho 2023, existiam 20.363 naturais do concelho de Viana do Castelo a residir no exterior. Por extrapolação, a diáspora de Viana do castelo será mais do dobro, ou seja, superior a 40.000, representando quase 50% dos 85 784 habitantes de Viana do Castelo em 2021. De Viana do Castelo partiram sobretudo para Franca, Canadá, Suíça, Andorra e Brasil.

Conselho aos emigrantes que pretendam regressar a Portugal

“A nossa diáspora é fundamental para nós. Somos, hoje, um território resiliente, diversificado e parceiro de quem investe e de quem quer investir em Viana do Castelo. O concelho apresenta uma conjugação de infraestruturas rodoviárias, ferroviárias, de Porto de Mar, que são essenciais para quem quer investir, a que se junta uma relação única entre o Norte de Portugal e a Galiza que é absolutamente estratégica. As infraestruturas, a geografia e o fator humano são motores de atratividade para Viana do Castelo, muito particularmente nas energias renováveis e offshore, que são áreas onde estamos a investir e a crescer e onde os nossos emigrantes são bem-vindos.”

Ver Também

EXCLUSIVO: O Mundo das grandes Indústrias Farmacêuticas

Fomos ao mundo das grandes empresas farmacêuticas a nível mundial e o destino levou-nos a Basileia, na Suíça, onde...