No menu items!
12.3 C
Vila Nova de Gaia
Sexta-feira - 1 Março 2024

In memoriam Lídia Sales

Destaques

Lídia Sales (1954-2023)

No decurso da semana passada, fomos surpreendidos com a triste notícia do falecimento de Lídia Sales (1954-2023), cofundadora e diretora da revista da diáspora Lusopress, um relevante meio de comunicação social da comunidade portuguesa em França, a mais numerosa das comunidades lusas no Velho Continente.

Natural de Lisboa, da freguesia de Penha de França, Lídia Sales, em conjunto com o companheiro de vida, José Gomes de Sá, tiveram o condão de lançar no alvorecer do séc. XXI na capital francesa um dinâmico meio de comunicação que através do formato de revista e audiovisual na internet, progressivamente ampliou o seu raio de ação junto das comunidades portuguesas espalhadas pelos quatro cantos do mundo.

Para esse contexto, muito contribui uma das suas iniciativas mais emblemáticas, mormente o prémio “Portugueses de Valor”, que tem o Alto Patrocínio do Presidente da República, e demanda valorizar anualmente 100 portugueses que se encontram espalhados pelo mundo, cujo percurso profissional, pessoal ou associativo se tem destacado em prol das comunidades portuguesas. Sendo que 10 desses compatriotas são premiados numa sessão pública no âmbito do seu percurso excecional nas áreas empresariais, solidárias, culturais ou políticas.

A iniciativa, que vai já na sua 12.ª edição, realizou-se recentemente na região de Lisboa, tendo os vários emigrantes e lusodescendentes sido recebidos na tarde de 11 de maio, no Museu Nacional dos Coches, um espaço singular que possui uma das mais importantes coleções, a nível mundial, de coches e carruagens reais do séc. XVI ao séc. XIX, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A ação e memória de Lídia Sales em prol das comunidades portuguesas, foram singelamente evocadas e distinguidas pelo mais alto magistrado da Nação, que no dia 24 de maio condecorou a diretora da Lusopress, a título póstumo, com a Medalha da Ordem de Mérito. Uma ordem honorífica portuguesa que visa distinguir atos ou serviços meritórios que revelem abnegação em favor da coletividade, praticados no exercício de quaisquer funções, públicas ou privadas.

No decorrer da cerimónia no Palácio de Belém, em que o chefe de Estado entregou a distinção ao marido José Gomes de Sá, que tinha sido condecorado no ano transato na Embaixada de Portugal em Paris com a mesma ordem honorífica, Marcelo Rebelo de Sousa, destacou que Lídia Sales “dedicou toda a sua vida à descoberta de novos mundos e fez amigos em todas as regiões por onde passou. Foi o pilar da Lusopress, o grande projeto de vida do casal Gomes de Sá”.

Daniel Bastos - Professor/Historiador
Ver Também

EXCLUSIVO: Bem-Vindos ao Mundo das Novas Tecnologias: A Nanotecnologia é um mundo onde ainda há muito por descobrir

Eng. António Braz Costa, Diretor-Geral do CeNTI. Em entrevista ao CeNTI, Centro de Tecnologia e Inovação (CTI), o seu Diretor-Geral...