No menu items!
8.3 C
Vila Nova de Gaia
Sexta-feira - 1 Março 2024

Manuel Bettencourt: É eleito Conselheiro das Comunidades Portuguesas por São Francisco

Destaques

EXCLUSIVO

Já saiu em Diário da República, Manuel Bettencourt Conselheiro das Comunidades Portuguesas, por São Francisco. O Conselho começou em 1980, quando General Eanes era Presidente de Portugal. Foi nessa altura, e atualmente contam com 90 membros, eleitos no mundo, para os Conselhos das Comunidades Portuguesas. É um órgão consultivo e tem como objetivo emitir pareceres, ou apreciar questões, produzir informações, formular propostas e recomendações.

“O que fazemos é formular propostas e recomendamos o que é que a nossa comunidade da nossa área precisa”. Começa desta forma Manuel Bettencourt. Estas propostas vão para os membros do governo, responsáveis pela área da emigração.

Aqui nos Estados Unidos, temos sete Conselheiros da Comunidade Portuguesa, seis estão na Costa Leste, em Massachusetts, Nova Jérsia, na Flórida, Rhode Island, etc. “Temos seis naquela área, e na Califórnia sou apenas eu. Não há mais ninguém.”

A jurisdição de São Francisco, do Consulado da Califórnia, tem muitos Estados, tem treze Estados ao todo, a Oeste dos Estados Unidos. Tem a Califórnia, o Alasca, Arizona, Montana, Idaho, Colorado, Utah, Nevada, Washington, Oregon, Hawai, estes são alguns dos treze ao todo. É a jurisdição do Consulado aqui em São Francisco.

E o Conselheiro das Comunidades Portuguesas nestes Estados também abrange o México. “É incrível como é que um Consulado pode trabalhar com tantos Estados, com tanta gente. E a Califórnia, é o Estado que tem mais portugueses.” Segundo o último recenseamento foi em 2020 temos cerca 350 mil portugueses. É o Estado com mais pessoas na América, é a Califórnia e o segundo é Massachusetts. Tem 280 mil, mais ou menos. E depois é o Estado de Rhode Island.

Por isso é que este Consulado está sempre muito ocupado. E uma das razões que tivemos poucos votos, é porque a Califórnia é muito grande, é quase cinco vezes maior que Portugal Continental. A Califórnia tem 39 milhões, quase 40 milhões de habitantes. E economicamente, “se o Estado da Califórnia fosse um país era a quinta potência mundial.”

Por isso é que este Consulado para ir a esses Estados todos não tem tempo, nem dinheiro. E queríamos fazer, umas propostas para que possamos elaborar no futuro, “e a mais importante para mim é o voto eletrónico.”

“Vivo na área de São José, fica a uma hora de São Francisco. Ninguém vai conduzir uma hora para ir votar. E se for de Los Angeles a São Francisco, são oito horas a conduzir de carro. Quem é que vai oito horas para ir votar?”

De San Diego a São Francisco são dez horas de carro. E para ir ao Consulado é muito longe. As pessoas têm que vir de avião ou perder um dia de trabalho, ou dois. Por isso é que temos as permanências consulares. Foi em 2011, na altura era Secretário de Estado, José Cesário, que implementou estas permanências Consulares. As pessoas do Consulado é que vão às cidades, por exemplo, vêm a São José, que é uma hora, vão ao Vale de São Joaquim, que são duas ou três horas. Vão a Los Angeles. As pessoas têm de se deslocar a São Francisco por causa do cartão do cidadão e outros assuntos.

A outra proposta que queria por no futuro é sobre a língua portuguesa, somos cerca de 350 mil, mas se incluirmos a segunda, terceira geração, tem quase um milhão e meio de portugueses. É muita gente, por isso queremos aumentar nas Universidades o estudo de português. Nas escolas secundárias, e nas escolas comunitárias. Queremos aumentar o estudo do português. Isso é uma das propostas que queria fazer. O problema, segundo dizem os outros Conselheiros das Comunidades que já foram, fazem as propostas e Portugal a maioria, muitas delas, não as implementa. Por isso é frustrante quando eles me dizem que não há candidatos.

Se não fosse eu, não havia um candidato aqui na Califórnia, e pelos Estados todos. Portugal não implementa o que é proposto. É uma das razões que não há mais candidatos.

E outro assunto tem a ver com o Associativismo, o voluntariado, segundo estudos feitos aqui na América, cerca de 23% de pessoas adultas, são voluntários, mas não é suficiente, podia haver mais voluntariado nesta zona, porque nesta área do Silicon Valley, é uma área das mais ricas dos Estados Unidos da América. E só nesta área da Universidade de São José, tem um milhão de habitantes, e temos mais de seis mil sem-abrigo.

A maioria deve ser por causa das bebidas, das drogas. Eu também contribuo, uma vez por semana trabalho numa clínica aqui em São José da Califórnia, para ajudar os toxicodependentes e os sem-abrigo, e é o que me dá mais satisfação é ajudar esta gente.

Mensagem aos nossos governantes

A mensagem que eu deixo para os responsáveis de Portugal é o voto eletrónico para que “possamos votar rapidamente”. E o voluntariado, “porque estamos neste mundo para ajudar uns aos outros”. E na minha opinião digo: “Quanto mais ajudo as pessoas mais Deus me ajuda.”

Ver Também

Já foi atribuído o primeiro Abono de Família de forma automática

A Segurança Social passou a enviar por sua iniciativa a comunicação da atribuição do Abono de Família, logo após...