No menu items!
11.3 C
Vila Nova de Gaia
Sábado - 2 Março 2024

Manuel Pizarro: Quinta do Falcão, no Bombarral, como localização para a nova unidade hospitalar

Destaques

Não há nenhuma dúvida de que a população do Oeste merece um hospital muito mais diferenciado e de muito maior dimensão”, afirmou o Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, no anúncio da Quinta do Falcão, no Bombarral, como localização para a nova unidade hospitalar.

Este hospital “só é possível transformando o atual centro hospitalar, com várias unidades dispersas em várias cidades, num único edifício que tenha uma certa centralidade e que permita a concentração de serviços que vai permitir a diferenciação técnica do hospital”, referiu.

A decisão foi comunicada aos 12 municípios do Oeste é aquela que o Ministério considerou “a melhor devido à localização no centro geográfico da região, com uma belíssima acessibilidade rodoviária, a dois minutos da autoestrada A8 e a menos de quatro minutos de uma estação de caminho-de-ferro”, acrescentou.

O Ministro da Saúde, que esteve reunido com os autarcas da Comunidade Intermunicipal do Oeste, nas Caldas da Rainha, acrescentou que vai ser estudado o modelo de financiamento, podendo “optar por um sistema de parceria público-privada para a construção e manutenção futura do hospital”, ou “por um sistema de financiamento baseado no Orçamento do Estado”.

O estudo deverá estar concluído até outubro, após o que será aberto o concurso para o projeto, de acordo “com o sistema de financiamento economicamente mais vantajoso”, refere o comunicado do Governo.

Manuel Pizarro disse que o novo hospital vai ter cerca de 480 camas e praticamente todas as especialidades médicas em adição a todas que já existem nos três hospitais do Centro Hospitalar do Oeste, referindo, como exemplos “a urgência de psiquiatria e um laboratório de hemodinâmica para os exames de intervenção cardíaca urgentes”.

O Governo vai também “investir, na melhoria das condições das duas unidades das Caldas da Rainha e de Torres Vedras”, bem como de constituir um grupo de trabalho, com a colaboração dos municípios, para dar uma utilização futura a estes equipamentos.

Estas duas unidades deverão ter “serviços de proximidade, meios complementares de diagnóstico e terapêutica, medicina física e de reabilitação”, bem como cuidados continuados.

O novo hospital irá substituir o atual Centro Hospitalar do Oeste, que integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

Ver Também

Solidariedade e empreendedorismo: as marcas do percurso de Casimiro Gaspar na Flórida

Casimiro Gaspar na Casa do Gaiato de Maputo, meritória instituição a favor das crianças e jovens moçambicanos, que tem...