No menu items!
11.1 C
Vila Nova de Gaia
Sexta-feira - 1 Março 2024

“Patente Europeia com efeito unitário” em vigor

Destaques

As patentes europeias são ativos poderosos que permitem às empresas mais inovadoras atrair investimento, fazer acordos de licenciamento lucrativos, proteger a sua quota de mercado e expandir o seu negócio. Contudo, validar, manter e proteger as patentes europeias pode ser um processo complexo e dispendioso.

O tradicional sistema de validação país a país, com necessidade de tradução nas diversas línguas, com diferentes custos e procedimentos, bem como distintos regimes jurídicos, torna o sistema de proteção de patentes na Europa fragmentado, demasiado oneroso, complexo e juridicamente inseguro, o que contribui para dificultar o acesso das empresas à globalidade do mercado comunitário, criando barreiras e afastando alguns países da rota das patentes.

O novo sistema de Patente Unitária pretende alterar este paradigma, tornando o processo de concessão de patentes mais simples, menos burocrático e económico. Trata-se, assim, de um sistema totalmente centralizado, capaz de assegurar uma proteção uniforme das invenções na União Europeia através de um único pedido, sem necessidade de validações nacionais, sem múltiplas traduções em paralelo e sem taxas nacionais de renovação.

O novo sistema ganha especial relevância para Portugal, tendo em conta que, de acordo com o Instituto Europeu de Patentes (IEP), Portugal, no Patent Index 2021, é o país com o “crescimento mais forte na Europa (de entre os países com mais de 200 pedidos de patentes)”, registando um aumento de 13,9% de pedidos face a 2020.

Trata-se de um acréscimo que, em 2021, representa mais de cinco vezes a taxa média da UE27, situada nos 2,7%, tendo sido apresentados pelas instituições de ensino superior, centros de investigação e empresas nacionais 286 pedidos de patentes ao IEP, o maior número de registos até à data.

As empresas inovadoras poderão usar o novo Sistema da Patente Unitária para proteger as suas invenções nos Estados-membros da UE que já o ratificaram – Áustria, Bélgica, Bulgária, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Portugal, Eslovénia e Suécia -, aguardando-se que os restantes venham a participar.

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) criou uma página onde pode encontrar um vídeo sobre o novo sistema, guias, brochuras, uma área de perguntas frequentes e ainda informação sobre o Tribunal Unificado de Patentes.

Ver Também

Já foi atribuído o primeiro Abono de Família de forma automática

A Segurança Social passou a enviar por sua iniciativa a comunicação da atribuição do Abono de Família, logo após...