No menu items!
16.5 C
Vila Nova de Gaia
Quarta-feira - 22 Maio 2024

Portugal e Angola: relacionamento mais estreito entre os dois países

Destaques

No dia 26 de abril, o Primeiro-Ministro português recebeu em São Bento o seu homólogo Angolano, João Lourenço, dando destaque ao “simbolismo” da presença em Portugal do chefe de Estado angolano, por ocasião das comemorações do 50º aniversário do 25 de Abril.

Luís Montenegro sublinhou a “relação histórica e cultural extremamente profunda que une o povo angolano e português e que une também o Governo de Portugal e a Presidência da República de Angola”- e que o Primeiro-Ministro português pretende aprofundar.

“Tive ocasião de dar ao Presidente de Angola uma panorâmica das nossas intenções de manter este percurso de relação próxima, em muitas áreas, da Cultura à Educação, às relações económicas, que temos todo o interesse em aprofundar também”, disse Luís Montenegro, lembrando que há muitas empresas portuguesas a “atuar em áreas prioritárias, estratégicas, em Angola: no setor agroalimentar, têxtil, farmacêutico, turístico, na construção, nas energias renováveis, em áreas tecnológicas”. “Temos muito interesse em continuar a trilhar esse caminho comum”, disse o Primeiro-Ministro. Um caminho que passa por promover a atividade das empresas portuguesas em Angola, mas também por proporcionar às empresas angolanas oportunidades idênticas em Portugal.

Com uma relação de cooperação e amizade entre os dois países que permite “olhar para aquilo que fizemos, mas sobretudo para aquilo que vamos fazer”, Luís Montenegro defendeu também que Portugal e Angola devem agir não só num plano bilateral, mas também multilateral, nomeadamente “no quadro da relação de Angola com a União Europeia, da CPLP [Comunidade dos Países de Língua Portuguesa], no quadro das Nações Unidas e no quadro do G20, já que ambos fomos convidados pelo Brasil para poder participar nos trabalhos do G20” [grupo que reúne as maiores economias do mundo e é presidido, este ano, pelo Brasil].

O apoio Angolano a Portugal no Conselho de Segurança da ONU

A cooperação entre os dois países no plano global foi também um ponto destacado pelo chefe de Estado angolano que, lembrando que Portugal é candidato ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, deixou expresso o apoio de Angola: “Como é óbvio, Angola vai apoiar essa candidatura para 2027/28.”

Sem deixar de evocar uma permanente obrigação de fazer mais, João Lourenço considerou que as “relações entre os dois países estão no seu melhor” e anunciou que convidou o Primeiro-Ministro português a visitar Angola proximamente.

Ver Também

EXCLUSIVO: Lusodescente é Vereador do município Londrino de Lambeth

Diogo, nasceu em 1998 em Lambeth (o município londrino com mais falantes de português no Reino Unido), é descendente...