No menu items!
17.8 C
Vila Nova de Gaia
Sexta-feira - 19 Abril 2024

Remuneração em Portugal cresce 2,3% acima da inflação

Destaques

O Crescimento real da remuneração mensal foi 8,4% desde 2015, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a remuneração média dos portugueses, em 2023, cresceu mais que a inflação e teve um ganho de 2,3%, de acordo com dados divulgados pelo INE.

Em 2023, a remuneração bruta total mensal média por trabalhador aumentou 6,6%, em relação a 2022, para 1 505 euros. No entanto, como a inflação (Índice de Preços ao Consumidor) foi de 4,3%, os ganhos reais foram de 2,3%.

Essa remuneração aumentou em todas as dimensões de análise (atividade económica, dimensão de empresa, setor institucional, intensidade tecnológica e intensidade de conhecimento). Os maiores aumentos foram observados nas indústrias extrativas, nas empresas de 1 a 4 trabalhadores, no sector privado e nas empresas de serviços de mercado com forte intensidade de conhecimento.

Os dados do INE relativos ao quarto trimestre do ano passado, apontam para um acréscimo de 5,7% da remuneração bruta total mensal média por trabalhador, ou seja, para os 1 670 euros mensais. Em termos reais, tendo por referência a variação do Índice de Preços do Consumidor, a remuneração bruta total mensal média no quarto trimestre teve um aumento de 4,0%.

Aumentos superam Acordo de Rendimentos

O crescimento da remuneração bruta mensal em 2023 (6,6%) superou o referencial de aumento dos salários de 5,1% previsto no Acordo de Médio Prazo para a Melhoria dos Rendimentos, dos Salários e da Competitividade, assinado em 2022 entre o Governo e os parceiros sociais.

Desde 2015, primeiros dados reportados pelo INE, a remuneração média global foi valorizada em 27,7%, o que corresponde a uma valorização real de 8,4%. No setor privado, a valorização da remuneração bruta total mensal média, neste período, foi de 31,8%, o que corresponde a uma valorização real de 12,0%.

Ver Também

EXCLUSIVO: O Mundo das grandes Indústrias Farmacêuticas

Fomos ao mundo das grandes empresas farmacêuticas a nível mundial e o destino levou-nos a Basileia, na Suíça, onde...